Alberto da Costa e Silva vence Prémio Camões 2014

30 mai, 2014

O júri sublinha "a importante ponte que este intelectual, criador e diplomata estabeleceu entre a América do Sul, África e Europa".
Alberto da Costa e Silva vence Prémio Camões 2014

O poeta, ficcionista e historiador Alberto da Costa e Silva foi galardoado com o Prémio Camões 2014.

O júri da 26ª edição do Prémio Camões destacou "a importante ponte que este intelectual, criador e diplomata estabeleceu entre a América do Sul, África e Europa", de acordo com um comunicado divulgado esta sexta-feira pela Secretaria de Estado da Cultura.

Com obra publicada, Alberto da Costa e Silva, nascido em São Paulo no ano de 1931, foi embaixador do Brasil em Portugal.

O poeta brasileiro admitiu ter ficado "perplexo" e "sumamente feliz" por ter sido distinguido com o Prémio Camões. "Soube que a decisão foi unânime e, embora esteja ainda um tanto perplexo, a minha alegria é muito grande. Qualquer escritor que tivesse sido galardoado com o Camões ficaria honrado", afirmou Costa e Silva, numa nota divulgada pela Academia Brasileira de Letras.

Nos últimos cinco anos foram galardoados com o Prémio Camões Mia Couto (2013), Dalton Trevisan (2012), Manuel António Pina (2011), Ferreira Gullar (2010) e Arménio Vieira (2009).

O Prémio Camões tem um valor monetário de 100 mil euros, 50 mil euros colocados pelo Estado português e 50 mil euros pelo brasileiro.

O júri é constituído por Rita Marnoto, professora associada da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (Portugal), José Carlos Vasconcelos, director do "Jornal de Letras" (Portugal), e os escritores Affonso Romano de Sant’Anna (Brasil), António Carlos Secchi (Brasil), Mia Couto (Moçambique) e José Eduardo Agualusa (Angola).

[notícia actualizada às 23h53]