O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Afonso Cruz vence prémio literário da União Europeia

10 out, 2012

Escritor português distinguido pelo livro "A Boneca de Kokoschka".
Afonso Cruz vence prémio literário da União Europeia

Afonso Cruz venceu o prémio da União Europeia para a Literatura, um galardão que distingue novos autores europeus.

O escritor português foi um dos 27 premiados, por conta do seu livro "A Boneca de Kokoschka", editado em 2010, que “parte de uma história verdadeira” protagonizada pelo pintor e “enfant terrible” Oskar Kokoschka.

“Ele apaixonou-se por Alma Mahler, que era uma mulher muito bonita e partia os corações dos homens todos naquela época, e deram-se muito mal. Apesar de terem tido uma paixão febril, acabaram por se separar. O Oskar Kokoschka não lidou muito bem com isso e mandou construir uma boneca”,  explica Afonso Cruz.

O pintor não é uma personagem do livro, mas este episódio da sua vida serve de inspiração e a boneca é uma metáfora para explorar a ideia de que “nós só existimos graças aos outros”, sublinha o escritor.

Afonso Cruz espera que o prémio da União Europeia para a Literatura permita que mais leitores, de outros países, travem conhecimento com a sua obra, cujos títulos mais recentes são “Jesus Cristo bebia cerveja” e “Enciclopédia da Estória Universal - Recolha de Alexandria”.

“Não estava minimamente à espera. Não havia ‘short-list’, não me lembrava da existência do prémio, sequer, por isso fiquei muito surpreendido”, confessa Afonso Cruz.