O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Ouvir Emissão
Acabou de Tocar PUFF DADDY / FAITH EVANS - I'LL BE MISSING YOU Acabou de Tocar

Últimas NotíciasPaísMundoPolíticaEconomiaReligiãoCulturaSaúde e CiênciaInfo A-ZEspeciaisPodcast

Não é fácil pagar portagens nas antigas SCUT

A via sacra de quem não tem Via Verde

  • Foto

Em algumas empresas que gerem as antigas vias sem custos para o utilizador, a cobrança das portagens é por via coerciva passados cinco dias.
22-02-2012 13:32 por Pedro Mesquita
A polémica do pagamento das portagens nas auto-estradas que antes não tinham custos para o utilizador existe desde que começou a introdução de pórticos nas ex-SCUT. Ainda hoje, os automobilistas que não aderiram à via verde vêem a sua vida dificultada para conseguirem pagar a dívida.

Quem não adquiriu um identificador da via verde, tem que se dirigir a uma estação dos Correios ou a uma “payshop” para pagar as portagens. Parece um procedimento simples, mas, por falhas técnicas ou desconhecimento, às vezes tudo se complica.

Se o pagamento ficar por fazer, é provável que receba em casa uma notificação de cobrança coerciva, com custos administrativos: 1,70 euros. Deve apressar-se, pois mais 15 dias e haverá uma coima, bem mais pesada.

O responsável pelas portagens e sistema informático da Ascendi, empresa que gere várias ex-SCUT do Norte, considera que, na maioria dos casos, o problema resulta do desconhecimento das regras.

“Após a realização da viagem, a Ascendi demora cerca de dois dias para processar essa informação. Só após esse período é que as viagens estão disponíveis para pagamento. E ficam disponíveis para pagamento durante cinco dias. Se não forem pagas nesse período, o processo segue para cobrança coerciva”, explica à Renascença Pedro Pinto.

Por via das dúvidas, se pretende pagar – dentro do prazo – uma passagem em dívida, mas ela não consta do processo, o melhor mesmo é solicitar uma declaração de presença, nos CTT ou na “payshop”. Pode ser útil, mais tarde.
PARTILHAR

Comentários (18)
  • » Manuel Curado, Luxemburgo, 01-07-2012 16:00

    Boa tarde: Sou emigrante à 42 anos e, desde 1974 desloco-me de carro a Portugal. Tenho viajado por varios paises da europa, mas nunca em pais nenhum encontrei tanta confusao para pagar as Nâo ha muito tempo viajei de Luxemburgo para o norte de Italia, tendo para tal atrav essado a Austria onde é necessario pagar tambem, e sem portagem, nada mais simples, dirigi-me ào automovel clube luxemburgo, pedindo informaçao do que era necessario fazer para efetuar a viagem. Ali me disseram que devia comprar um selo com duraçao de dez dias, um ou dois meses. Nada de mais facil escolhi por dez dias custou-me 7euros e 60 centimos. Porque nao se faz o mesmo no nosso pais?.
  • » Isabel Matos, Gaf. Nazaré - Aveiro, 23-02-2012 9:05

    Gostava de deixar um alerta sobre os pagamentos das SCUTS, é q. não sei se mais alguém reparou mas, se o carro passar sozinho em um ponto de cameras o condutor paga duas vezes a mesma portagem. Aconteceu comigo e não é possivel o mesmo carro passar pelo mesmo local com dois segundos de diferença, a explicação que eu encontrei é que devo ter sido identificada de frente e por trás e as máquinas não estão preparadas para eliminar uma identificação quando isso acontece e é-nos cobrado duas vezes o mesmo local. Hão-de observar os talões e confirmar.
  • » Maria Teresa Tomaz, Castanheira de Pera, 23-02-2012 0:58

    Viajei no dia 23/12/2011 no IC3 até ao cruzamento aque cortava para a Golegã encontrei uma série de placas a dizer que era pagamento não me lembro do resto ,entretanto regressei no dia 20 do mesmo mes.Entretanto em conversa com pessoas amigas foramelas que me informaram que me tinha que dirigir aos CTT pois ao 2 dia já estava a pagamento e a partir do 5 dia era devolvido.Perguntei nos CTT onde me deram um folhete para saber como devia saber e para esperar que me enviassem asrespectivas multas pois tinha prazo de 5 dias e não cxompri. PERGUNTO ISSO É PAGO EM TODO O MPORTUGAL OU SÓ NA AREA DE RESIDENCIA POIS NAO ME CONSEGUIRAM INFORMAR? sERÁ QUE TEMOS QUE PAGAR POIS NÃO EXISTE UMA SACANA DE UMA PLACA A DIZER DIRIGA-SE AOS CTT. GASTAM-SE RIOS DE DINHEIRO EM PROPAGANDA QUE NÃO NOS DIZ NADA E ONDE RAIO FOI ISSO PUBLICADO POIS NAO VI NADA ONDE FALASSE DISSO E SOU UMA CIDADÃ QUE INFORMAVA O PÚBLICO DIZENDO QUE NENHUM PORTUGUES PODE DIZER QUE DESCONHECE A LEI. CONTINUO-O A DIZER QUE NÃO VI DIÁRIO DA RÉPUBLICA , NÃO VI JORNAIS DIARIOS ., NÃO VI NA INTERNET Q
  • » Imigrante, Fr, 22-02-2012 17:43

    Ja passei nas ex-scut, e para um imigrante é simplesmente impossivel pagar, mesmo com muita boa vontade. Nao me importe pagar portagem. Verdadeiramente. Temos que criar uma conta pessoal no site internet e prenotar as nossas futuras viagens nas estradas. E mesmo impossivel para resolver. Por exemplo os meus pais nao tem internet em casa deles. No natal, telefonamos em todos as lojas possiveis e ctt, nada resultou. Eles aconselharam de aluguer o dispositivo transitorio. O qué!!!! onde no mundo se diz que um cidadao qualquer tenha que aluguer um tal dispositivo se nao o quer. E ainda mais pratico, eu tinha que ser manso e esperar a fronteira na viagem de regresso para devolver o dispositivo. So que eu costumo passar as 5h da manha e a loja esta fechada. Na fronteira de vilar formoso (quase a mais frequentada da peninsula iberica) so ha uma maquina para pagar as portagens. Nem quis e nao podia com todo o transito, (imaginem a fila de espera). Estas decisoes sao puro delirio de aflitos. Alguem ja dice que da uma ma imagem de Portugal. No verao que vem, vocesses vao ver os turistas todos atrapalhados. A vantagem, é que para o momento, o estado portugues nao estudou para cobrar as coimas das matriculas extrangeiras. Tem que acabar.
  • » Rosa Maria, Benguela-Angola, 22-02-2012 17:14

    De facto isto não faz nenhum sentido. Moro em Angola. Quando aí vou alugo um carro. Não vou obviamente comprar um identificador que me serve 15 ou 20 dias por ano. Onde é que pago as respectivas contas? Fico no aeroporto 2 dias á espera de embarcar para que entretanto cheguem as contas para pagar? Portugal teve uma fase brilhante nestas áreas tecnologicas, e deu um contributo importante nomeadamente na Via verde, Multibanco, localização de navios, etc, e agora "desenrascaram" esta invenção do pagamento das skut's em cima do joelho. E que solução têm para os turistas estrangeiros que nos visitam? Acho mesmo que os hoteleiros devem devolver aos seus clientes turistas estrangeiros o dinheiro que o Estado lhes cobrou nestas portagens e a seguir deduzi-lo nos impostos que têm a pagar. A furia das cobranças é tão grande que tudo serve para as realizar, mesmo que a forma como são feitas não tenha pés nem cabeça. Depois de cobrarem tudo ainda estou cá para ver o que é que sobra.
  • PUB
  • » Oh vitor (suiça), sopo, 22-02-2012 17:03

    Deves ser o iluminado lá do teu bairro, não?? HAHAHA
  • » Aníbal M., Porto, 22-02-2012 17:01

    Isto não tem jeito nenhum. Se é para pagar, têm de haver, à saída um qualquer sistema com ou sem portageiro, para que as pessoas paguem. Ao não facultarem no próprio local o acesso a um ponto de pagamento, o sistema vigente actualmente de veria ser considerado ilegal (e de má fé). Isto acontece porque não há verdadeiramente associações de defesa do consumidor em Portugal (a DECO é uma caricatura muitas das vezes implicada nesses atropelos aos direitos dos consumidores). O sistema de pagamento de portagens é kafkiano e subverte todos os princípios de boas prácticas.
  • » C Pinto, Ol Azemeis, 22-02-2012 16:55

    Para grandes males, grandes remédios, diz o ditado popular. Não voltei a andar nas SCUTS desde que foi introduzida a portagem.
  • » vitor, suica-zurich, 22-02-2012 16:52

    BOA TARDE VENHO AQUI SO PARA DIZER TODA GENTE QUE ANDA DE CARROS NAS AUTOESTRADAS E SCUTES TENHO BOA IDEIA PARA TODOS BOM PARA QUEM ANDA DE CARRO E TB PARA GOVERNO ESTOU A VOSSA PUSICAO QUEM QUIZER FALAR COMIGO , OBRIGADO
  • » Maria, Lisboa, 22-02-2012 16:38

    Há situações que nem mesmo com ViaVerde, o pagamento é facilitado. Estou a insistir com o pagamento de portagem numa ex-scut que passei a 22/12/2011! Ando a insistir com a ViaVerde e com a concessionária da portagem em questão. A primeira garante que não ter registos, daí que não pode solicitar pagamento. A segunda reconhece o processo pendente de pagamento e não sabe porquê! Nos CTT, nesta altura já não é possível pagar, e na altura também não era possível por ter sido usado o dispositivo de ViaVerde aquando da passagem nos pórticos. Creio que não tenho outra opção a não ser continuar a insisitr com a ViaVerde, mas que está a ser difícil o pagamento, quanto a isso não tenho dúvidas.
  • PUB

Deixe aqui o seu comentário relativo a este artigo. Todos os comentários estão sujeitos a mediação.

Tem 1500 caracteres disponíveis

Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.


Entrar Renascença V+
O dia em que Filipe almoçou com o Papa



INFORMAÇÃO      BOLA BRANCA      PROGRAMAÇÃO      MÚSICA      MULTIMÉDIA      OPINIÃO