Egipto: Geração Revolução

Reportagem de Maria João Cunha, com Ricardo Fortunato e Rodrigo Machado

No Egipto, uma nova geração explorou a liberdade que se alastra no ecrã de um computador e resolveu-se a enfrentar os perigos lá fora. Sem motivações políticas ou religiosas, saíram à rua armados com telemóveis e com o ideal mais básico que uma revolução pode ter: a transformação. E perderam o medo pela força de serem tantos iguais. A Renascença falou deste "novo amanhecer na civilização" com dois estudantes egípcios a viver em Portugal.