Papa Francisco: "Muitas vezes me pergunto como será a minha cruz"

Entrevista de Aura Miguel. Fotos: Osservatore Romano

Em entrevista exclusiva à Renascença, o Papa Francisco diz que “ninguém tem garantida a felicidade mundana”. Questionado sobre a forma como assimila a sua popularidade, Francisco admite que se interroga com frequência sobre a sua “cruz”, invisível, lembrando que “Jesus, num certo momento, foi muito popular e depois acabou como acabou”. O Papa revela ainda que conhece poucos portugueses – mas bons – e pede aos ouvintes da Renascença para rezarem por si.