Os mais pobres dos pobres na guerra. Ajuda aos sem-abrigo cruza-se com apoio aos deslocados

17 mar, 2022 - 07:46 • José Pedro Frazão

A dez quilómetros a leste de Lviv, na pequena cidade de Vynnyky, uma comunidade associada ao movimento internacional Emaus ajuda os mais pobres da Ucrânia, durante Guerra que dura há já três semanas. Nesta casa vivem 30 ex-sem-abrigo, que estão a passar por um processo de ressocialização. Chamam-lhes os "companheiros". No processo de recuperação deixaram drogas, fazem desporto, ganham uma segunda vida. No centro de Lviv, distribuem, todas as quintas-feiras, uma refeição quente a quem precisa. Alguns são refugiados, outros sem abrigo de longa data. Com o agravamento da Guerra na Ucrânia, em breve será dificil distingui-los, entre os mais pobres dos mais pobres, no país.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários

Renascença na Ucrânia

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.