"As dificuldades e preocupações não faltam, mas não estamos sós: o Pai enviou o seu Filho"

31 dez, 2021 - 17:18 • Imagens: Vatican News

O Papa renovou, esta sexta-feira, o apelo ao acolhimento dos mais desfavorecidos, os que mais sentem o peso da crise. Na homilia da celebração das primeiras vésperas da Solenidade de Santa Maria e «Te Deum» de ação de graças do ano que está a findar, Francisco lembrou que "o espanto cristão não tem origem nos efeitos especiais, de mundos fantásticos, mas do mistério da realidade".

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.