Papa foi a Lesbos travar "operação cosmética" para varrer os refugiados

16 abr, 2016 - 17:17 • Catarina Santos

Algumas centenas de pessoas concentraram-se junto ao porto de Mitilini para ver de perto o Papa e ouvir a mensagem de solidariedade que levou a Lesbos. Entre eles estavam portugueses, que estão na Grécia em representação da Plataforma de Apoio aos Refugiados. Esperam que o simbolismo da visita dure bem mais que um dia e que as palavras do Papa sejam façam eco na comunidade internacional.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários

Renascença na Ucrânia

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.