Francisco Rodrigues dos Santos admite acordos com o Chega e anuncia propostas para OE

14 set, 2021 - 16:50 • Eunice Lourenço , Sofia Freitas Moreira (imagem)

O CDS, ao longo da sua história, teve sempre alguma dificuldade de implantação autárquica. Uma das ambições é eleger mais autarcas do que em 2017, mas o presidente do partido, Francisco Rodrigues dos Santos, admite que será avaliado pelos resultados no congresso que o partido terá em janeiro. Criticado pelas opções que fez, sobretudo em Lisboa, garante que escolheu os melhores e acusa os seus adversários de privilegiarem a luta interna em vez de lutarem pelo melhor resultado do partido.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.