Hora da Verdade

Nuno Melo não vai "demonizar o Chega" e não quer o "CDS a crescer a apoucar quem vota"

24 fev, 2022 - 06:30 • Susana Madureira Martins (Renascença) Sofia Rodrigues (Público)

Sem representação no parlamento, Nuno Melo diz que quer um CDS-PP que volte a ser útil ao país. Em entrevista ao programa Hora da Verdade da Renascença e do jornal Público, diz-se concentrado nas eleições europeias de 2024 e sobre a relação com o Chega, o eurodeputado diz que vai tratar o partido de André Ventura como todos os outros partidos, discordando da criação de um "cordão sanitário" que só enfraquece a direita.

RSS URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários

Renascença na Ucrânia

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.