Luísa Salgueiro: Galp "recetiva" a instalar pólo de investigação na refinaria de Matosinhos

19 nov, 2021 - 12:09 • Henrique Cunha , Inês Rocha

Presidente da Câmara de Matosinhos garante que os terrenos da refinaria de Matosinhos "não serão uma zona de especulação imobiliária, como alguns possam temer por estar em frente ao mar". Luísa Salgueiro avança, em entrevista à Renascença, que a Câmara "tem reclamado, e temos tido boa recetividade por parte da Galp que uma parte daquele terreno, para já estamos numa área de aproximadamente 40 hectares, seja cedido ao espaço público". O objetivo é construir "um novo pólo de investigação, de ciência na área da energia e do mar". Sobre a regionalização, a futura Presidente da Associação Nacional de Municípios considera que o Presidente da República “tem sido um obstáculo” ao processo.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.