CoviVac. Vacina que pode ser guardada num frigorífico é aprovada na Rússia

20 fev, 2021 - 13:23 • Imagem: Reuters. Edição: Joana Bourgard

Ao contrário das vacinas com tecnologia de RNA, a CoviVac foi concebida a partir de um coronavírus inativo. Ou seja, perdeu a sua capacidade de se replicar, mas o organismo reconhece-o como vírus e cria anticorpos. A principal vantagem será uma resposta imunitária mais ampla. “A nossa vacina usa uma cadeia de frio padrão que varia entre 2 e 8 graus Celsius. ", diz Konstantin Chernov, diretor de investigação do Centro Chumakov, que realça a importância de poder chegar a regiões "em que vacinas de alta tecnologia não encontram condições específicas de distribuição".

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários

Renascença na Ucrânia

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.