Guterres chega ao patamar de João XXI "pelo seu carisma", diz Adriano Moreira

06 out, 2016 - 17:58

Adriano Moreira sublinha que é a segunda vez na história que um português chega "ao ponto central do globalismo", depois do Papa João XXI. O professor universitário considera que Guterres se destacou pelo "carisma que adquiriu" à frente do Alto Comissariado para os Refugiados. "Não podemos ser tolerantes, temos de ter respeito, que é algo muito diferente", diz, sustentando que Guterres tem os valores certos para operar as mudanças que urgem nas Nações Unidas.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.