Le Pen. “Macron não tem escolha senão dissolver a Assembleia Nacional”

26 mai, 2019 - 21:06 • Joana Gonçalves (Imagens: Reuters)

O partido de Emmanuel Macron ficou próximo da Frente Nacional, mas os dois pontos percentuais de desvantagem são uma derrota pessoal para o Presidente, que participou ativamente nesta campanha. A líder da extrema-direita conseguiu 24% dos votos, segundo as primeiras sondagens, ficando apenas dois pontos percentuais à frente do movimento de Emmanuel Macron. Os Verdes ficaram em terceiro lugar com 13%. Marine Le Pen exige legislativas antecipadas.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.