Entre europas

Geração identitária. Os hipsters de extrema-direita suspeitos de ligações ao ataque de Christchurch

22 mai, 2019 - 23:34 • Inês Rocha

Apagou e-mails que trocou com Brenton Tarrant, o terrorista da Nova Zelândia, minutos antes de a polícia lhe entrar em casa. Ainda assim, diz-se vítima de uma "tentativa de incriminação". Neste interrail, a Renascença falou com o austríaco Martin Sellner, um dos principais rostos do movimento de extrema-direita "Geração Identitária", que está a "dar uma nova cara" aos ideais neonazis e que continua a ganhar terreno na UE.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.