Cardeal Tagle: “Fico triste quando os europeus dizem ‘somos uma velha igreja’”

21 mai, 2019 - 14:11 • Aura Miguel , Joana Bourgard (vídeo)

“Pequeno rapaz”, é como o Papa se refere a Luis Antonio Tagle, cardeal das Filipinas, um dos mais novos do conclave. Apontado como um dos top dos “papabile”, Luis Antonio Tagle reconhece que os cristãos europeus “foram uma benção para muitas zonas do mundo”. O cardeal acredita que “o que mais importa não são os número” e que os católicos na Ásia, mesmo sendo uma minoria, precisam de se “dar totalmente” e que “não há tempo para estar deprimido por serem poucos”.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.