Confrontos continuam na Venezuela. Guaidó apela a greve geral

02 mai, 2019 - 07:48 • Imagens: Reuters

Registaram-se vários focos de repressão nas marchas de 1º de maio na capital venezuelana. Juan Guaidó não desiste, pede que o povo continue nas ruas e apela à greve dos funcionários públicos. Já Nicolás Maduro garante que não se rende.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.