Hora da Verdade

E depois das tragédias? "Aceitar donativos em espécie é um erro"

18 abr, 2019 - 00:00 • José Pedro Frazão (Renascença) e Ana Sá Lopes (Público)

O Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa assume que a operação de ajuda humanitária a Moçambique tentou evitar erros cometidos em Pedrógão Grande. Francisco George diz que a missão avançou para combater a desconfiança reinante em relação a organizações humanitárias. E revela que apesar do muito que foi dado, mais ainda é pedido para responder ao que é preciso.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.