Bispo de Setúbal sobre a Venezuela. "Solução terá de ter concordância dos militares”

08 fev, 2019 - 08:17 • Ângela Roque (Renascença) e Paulo Rocha (Ecclesia)

Natural da Madeira, o Bispo de Setúbal acompanha com preocupação a situação na Venezuela, que visitou algumas vezes quando foi Provincial Geral dos Missionários Dehonianos. Em entrevista à Renascença e à agência Ecclesia, D. José Ornelas não sabe dizer se o governo português fez bem em reconhecer a legitimidade a Juan Guaidó para assumir a presidência do país até haver eleições, mas garante que seja qual fôr a solução encontrada, terá de ter a “concordância dos militares”.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.