Jovem saudita fugiu da família e barricou-se num quarto de hotel para conseguir asilo

07 jan, 2019 - 22:38

Rahaf Mohammed al-Qunun fugiu da família, depois de rejeitar o hijab e renunciar um casamento arranjado. A jovem saudita, de 18 anos, aproveitou que estava no Kuwait, onde as mulheres não necessitam de um “guardião masculino” para viajar, e apanhou um voo rumo à Austrália. No caminho parou na Tailândia onde ficou retida depois de lhe terem confiscado o passaporte. Para evitar ser deportada, Rahaf barricou-se no quarto e só saiu sob proteção do Alto Comissariado das Nações Unidas. A jovem garante ter sido vítima de violência física e psciológica, por parte da família, e diz temer pela própria vida.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.