Eles deixaram-nos em 2018

19 dez, 2018 - 12:37 • Inês Rocha , Rodrigo Machado , Maria João Cunha

Em 2018, a ciência perdeu Stephen Hawking e o cinema Stan Lee. Na política, desapareceram Kofi Annan, George Bush, John McCain, Marielle Franco. Na música internacional, perdemos nomes como Aretha Franklin, Charles Aznavour, Dolores O'Riordan e Monserrat Caballé. Em Portugal, a arte ficou mais pobre sem Celeste Rodrigues, Madalena Iglésias, Júlio Pomar ou Helena Almeida. Da política, desapareceram António Arnaut, Edmundo Pedro e João Semedo. Recorde aqueles que nos deixaram neste ano.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.