Nota 4 para João Pinheiro. "Vermelho bem exibido a Fábio Cardoso"
29-09-2023 - 22:50
 • Renascença

Recorde aqui o resumo da análise de Paulo Pereira, vídeoárbitro Bola Branca, à exibição da equipa de arbitragem na Luz.

O videoárbitro Bola Branca, Paulo Pereira, dá nota 4 a João Pinheiro, árbitro do Benfica -FC Porto, para a jornada 7 da I Liga.

O especialista da Renascença em arbitragem considera que João Pinheiro teve um “jogo difícil”, mas esteve bem nas duas decisões essenciais: bem na expulsão de Fábio Cardoso e bem ao não expulsar David Carmo.

Na primeira parte, houve poucos lances importantes, mas os que houve foram difíceis.

Na expulsão de Fábio Cardoso, num lance com Neres, o defesa portista começa por tocar a bola primeiro, mas depois levantou a perna direita e derrubou o extremo brasileiro das águias. Por isso, “boa decisão”.

Aos 34 minutos, David Carmo joga a bola e não faz mais nenhum movimento. Segundo Paulo Pereira, não devia ter sido amarelo. nem falta. O contacto é natural.

Já na segunda parte, aos 75 minutos, Rafa derruba Pepê, deveria ter sido amarelo para o extremo encarnado.

A seguir uma simulação de Di Maria valeu amarelo injusto a Wendell.

Aos 81 minutos, Zé Pedro tem uma entrada dura sobre João Neves. “Aceito o amarelo, mas podia ser um cartão de outra cor”.

Aos 94 minutos, houve uma provocação de Francisco Conceição perante Otamendi. Amarelo justo.

Por isso, nota 4 para o árbitro.

Dentro das quatro linhas, o Benfica derrotou o FC Porto por 1-0.