Área Metropolitana do Porto pronta para receber gestão dos transportes urbanos
25-05-2016 - 12:31
 • Teresa Almeida

O presidente da AMP, Hermínio Loureiro, aplaude planos revelados pelo do ministro do Ambiente no "Terça à Noite". O prazo de 1 de Janeiro de 2017 é “perfeitamente exequível”.

O presidente da Área Metropolitana do Porto (AMP), Hermínio Loureiro, mostra-se satisfeito com a intenção do Governo de entregar a gestão dos transportes urbanos às autarquias.

"É um sinal muito positivo e de confiança nos autarcas”, diz Hermínio Loureiro à Renascença, numa reacção à entrevista do ministro do Ambiente ao "Terça à Noite".

Matos Fernandes apontou a data de 1 de Janeiro de 2017 como a da entrada em vigor da medida e prometeu para daqui a dois meses a revelação da forma como vai decorrer o processo de transferência. Para Hermínio Loureiro, trata-se de um prazo “perfeitamente exequível”.

Hermínio Loureiro defende que a alteração vai resultar em melhorias para os utilizadores dos transportes “uma vez que vamos salvaguardar a melhoria do serviço prestado a uma população que está carente e que precisa urgentemente de transporte de qualidade”.

Dos 17 municípios que integram a AMP, apenas seis - aqueles que são servidos pela STCP - vão ter coordenar a aposta num serviço de transporte colectivo comum. Hermínio Loureiro garante que os municípios envolvidos vão saber dar resposta sabendo que “o mecanismo financeiro da medida terá de ser acautelado, uma vez que é preciso renovar a frota e contratar mais pessoal”.

O presidente da AMP acredita que a execução do plano do Governo seja também “uma forma de aproveitar os dinheiros comunitários”.