Fernando Santos: "Dificilmente haverá outro pentacampeão"
22-05-2024 - 13:00
 • João Fonseca

Passa um quarto de século desde que o FC Porto conquistou cinco campeonatos consecutivos. A Bola Branca, Fernando Santos recorda a época e a origem do 'engenheiro do penta'.

Um quarto de século. Há 25 anos, o futebol português via nascer um legado: o primeiro - e até agora único - pentacampeão. O FC Porto conquistou cinco campeonatos consecutivos entre 1994 e 1999 e Fernando Santos foi o treinador que venceu o último. Em declarações a Bola Branca, recorda os que o antecederam no comando técnico portista.

"Recordo-me de tudo o que aconteceu, obviamente. Ser penta foi consequência dos quatro anos anteriores. Tenho de lembrar todos os que participaram nos outros quatro anos, o [Bobby] Robson, o [António] Oliveira e toda a estrutura do FC Porto, que é a grande obreira da conquista", sublinha o "engenheiro do penta".

No dia 22 de maio de 1999, os dragões faziam a festa ainda no balneário, antes de entrarem para os exercícios de aquecimento no antigo Estádio José Alvalade. Na penúltima jornada, o Boavista empatou em Faro, ficou a quatro pontos do rival da cidade invicta que entrou em festa para o clássico frente ao Sporting.

"Lembro-me de tudo o que aconteceu nessa época. Lembro-me de Alvalade, de estarmos a preparar o aquecimento e sabermos que já eramos campeões nacionais, lembro-me da festa, da viagem para o Norte. O último jogo em casa, curiosamente com o Estrela. Ficou marcado para sempre", explica Fernando Santos a Bola Branca.

A missão do antigo selecionador campeão europeu em 2016 não era fácil. Em 1998, Fernando Santos seguiu para o Dragão, vindo de um sétimo lugar com o Estrela da Amadora e sucedia a Bobby Robson e a António Oliveira, que já tinham construído o tetra.

"Era um objetivo nunca antes alcançado e podia marcar definitivamente o futebol português. E conseguimos. Muito por mérito do balneário fantástico do FC Porto e a qualidade dos jogadores", adianta.

Os dragões de Jesualdo Ferreira estiveram perto de repetir o feito mas, em 2010, um novo penta foi travado pelo Benfica de Jorge Jesus. As águias também quase se sagraram pentacampeãs em 2018, mas o FC Porto de Sérgio Conceição impôs-se. Desde aí, não houve sequer um bicampeão.

Para Fernando Santos, um novo pentacampeonato "dificilmente será alcançado", apesar de abrir a "possibilidade". O antigo técnico do Besiktas e da Polónia não tem dúvidas de que o feito dos seus dragões "marcará para sempre o futebol português".

Engenheiro do Penta? "Não, engenheiro do hotel Palácio"

Certo é que a conquista valeu a Fernando Santos um cognome que nunca o abandonará. Antes de ser 'do Euro', já era 'engenheiro do penta', "na cidade do Porto e para os adeptos" azuis e brancos

Nesta conversa com Bola Branca, o ex-selecionador nacional recorda - com risos - um aparte na origem da alcunha. Uma tentativa de correção biográfica com rivalidade entre hotéis do Estoril.

"Eu tinha trabalhado muitos anos no Hotel Palácio e, quando saiu essa notícia do 'engenheiro do penta', a secretária ligou para o jornal a dizer que eu não era o engenheiro do penta, mas sim do Hotel Palácio. Ela não tinha percebido o que tinha acontecido e achou que não podiam dizer que era engenheiro do Penta, que era o nome de um hotel em Lisboa", lembra.