Cinco jovens jogadores para seguir nos play-offs de futsal
10-05-2024 - 17:20
 • Renascença

João Marçal, antigo internacional por Portugal e atual comentador do Canal 11, destaca cinco jovens jogadores que vão entrar na quadra para os play-offs de futsal. Bola Branca conta o percurso de cada um.

Os play-offs de futsal começam esta sexta-feira, mas a pergunta que importa fazer é: afinal, quais são os jovens jogadores a ter em conta para esta fase decisiva da competição? Bola Branca esteve à conversa com João Marçal, antigo internacional por Portugal e atual comentador do Canal 11, para descobrir.

O antigo jogador de Benfica e Sporting destacou cinco jovens jogadores: Hugo Neves (Sporting), Ricardo Lopes (Braga), Kutchy (Benfica), Guilherme Torres (Leões de Porto salvo) e Raul Moreira (Caxinas). Vamos lá conhecer então quem são estes potenciais craques dos play-offs desta modalidade.

Hugo Neves

Hugo Neves é um pivô de 24 anos, proveniente da formação do Sporting. O atleta leonino já teve três passagens por empréstimo nos últimos anos, enfiado nas camisolas de Quinta dos Lombos e Eléctrico. Nas duas últimas épocas afirmou-se na equipa de Nuno Dias, merecendo ser aposta do treinador.

Para João Marçal, este jovem atleta merece toda a atenção. O comentador do Canal 11 faz referência à sua maior utilização e importância no plantel do Sporting. “Tem vindo a ganhar minutos. Sempre que joga, faz golos.” Na temporada atual, o internacional português fez os seus melhores números da carreira: 21 golos em 28 jogos.

Este atleta já representou a seleção A de futsal por 18 vezes. A sua estreia ocorreu no dia 7 de abril de 2022, numa derrota por 3-2 frente à Bélgica. Em termos pessoais, Neves conta com seis golos pela camisola das quinas. Nas camadas jovens da seleção, o pivô do Sporting colecionou 48 internacionalizações, onde anotou 31 golos.

Marçal diz que Neves é um pivô com características diferentes de Zicky, mas acredita que no futuro “seja um jovem de referência na posição”.

Ricardo Lopes

Este jogador é um fixo, de 23 anos, que atua no SC Braga. É um produto da formação dos bracarenses, estando na estrutura há oito anos. Nesta temporada, foi opção em 25 ocasiões, titular em seis delas.

João Marçal caracteriza-o como “um jovem que, de facto, tem muita qualidade e que tem vindo a crescer”. O ex-atleta faz ainda referência à maneira regular como tem representado os arsenalistas.

“A boa qualidade de passe e a leitura de jogo” são algumas características que Marçal destaca neste jogador. Em termos defensivos, a sua inteligência e intensidade são qualidades únicas do fixo, sugere. João Marçal reforça ainda o contributo de Ricardo Lopes numa “equipa que investiu muito e que apostou também nestes jovens”.

Na seleção, Lopes tem passagens pelas camadas jovens nos sub-17 e também nos sub-21. No total, conta com 30 internacionalizações. O grande destaque vai para a sua presença no Europeu de sub-19 de 2019.

Kutchy

Edmilson Sá, mais conhecido por “Kutchy”, é um jovem ala de apenas 21 anos, que atua no Benfica. O atleta formado no Benfica chegou às águias em 2011, altura em que tinha apenas nove anos. Hoje, passados mais de 10 anos, é uma das figuras da equipa deste ano.

Sobre Kutchy, Marçal começa por referir que o jogador encarnado tem estado em “grande destaque nesta época”. Edmilson é um dos jovens portugueses a ter em conta “pela sua irreverência, qualidade e capacidade técnica muito elavas”, diz o comentador televisivo.

No início desta época, Kutchy até renovou com o Fundão, mas entretanto o Benfica requisitou o seu regresso imediato, fazendo já parte do plantel encarnado nesta época. Desde então, o ala benfiquista já foi utilizado em 33 jogos, tendo apontado nove golos.

O atleta já conta com 10 internacionalizações pela seleção A. A estreia aconteceu a 24 de abril de 2023, num encontro em que os portugueses venceram a seleção da Itália por 3-0. João Marçal garante: “É um jogador incrível que eu aprecio bastante”.

Guilherme Torres

Este é um ala, de 23 anos, que joga no Leões de Porto Salvo e que passou grande parte da sua formação no Sporting. Nos dois últimos anos de formação representou o Benfica.

João Marçal começa por referir que se trata de jogador que conhece “particularmente”. Afinal, até “fez a formação” com ele. “Tem um pé esquerdo que trabalha muito bem a bola e finaliza bem”, explica.

Curiosamente, o treinador dos Leões de Porto Salvo, Cláudio Moreira, foi treinador do Guilherme Torres nos anos de júnior no Benfica. Segundo João Marçal, Guilherme Torres tem um papel muito importante para “substituir Bruno Pinto”, quando este não se encontra em quadra.

Nesta época, Guilherme Torres foi opção por 20 vezes. "Tem conseguido ganhar cada vez mais tempo na equipa do Porto Salvo”, contextualiza João Marçal.

“É, sem dúvida alguma, um jovem aqui com uma margem de progressão muito grande. Uma peça que virá a ser fundamental na equipa dos Leões de Porto Salvo", afirma o comentador.

Raúl Moreira

Este fixo tem apenas 21 anos e já é o capitão do Caxinas. Foi na época passada contratado pelo Benfica e depois emprestado ao Caxinas, o clube que o formou.

João Marçal aponta que Raúl Moreira é “um elemento importantíssimo e preponderante na sua equipa”. Na temporada atual, Raúl tem 10 golos em 27 jogos realizados.

Desde muito jovem subiu etapas. Com apenas 16 anos, Moreira estreou-se pelos seniores. Na época em que o Caxinas subiu pela primeira vez ao escalão máximo, em 2020/21, Raúl Moreira já tinha um papel muito importante. Com apenas 18 anos, o fixo foi opção em 31 vezes e marcou 10 golos.

Nas seleções jovens, Raúl conta com 42 internacionalizações, entre os escalões de sub-17, sub-19 e sub-21, onde apontou 11 golos.

“O Raúl tem feito uma temporada de grande qualidade”, atira João Marçal. Na presente temporada, Moreira jogou em 27 partidas e fez o gosto ao pé por 10 vezes.

João Marçal fez ainda as tradicionais menções honrosas a jovens jogadores como Tomás Paçó, Zicky Té, Diogo Santos, André Correia, Lúcio Rocha e Carlos Monteiro.