Eder acusa Susana Torres de se apropriar do golo no Euro 2016. "Fala dele como sendo dela"
28-03-2023 - 17:30
 • Renascença

A "mental coach" acusou o avançado internacional português de "ingratidão", após a participação no programa As Três da Manhã, da Renascença. Eder mostra-se "perplexo".

Eder Lopes defende-se das acusações de ingratidão da sua antiga "mental coach", Susana Torres, em resposta à participação do internacional português no programa As Três da Manhã, da Renascença.

Tudo começou com um episódio do Extremamente Desagradável, em que Joana Marques analisou uma entrevista em que Susana Torres fazia várias afirmações sobre o seu trabalho com Eder. Na passada quinta-feira, o próprio avançado deu a sua versão dos factos.

Contudo, Susana Torres ficou desagradada com Eder e, num comunicado nas redes sociais, acusou-o de "ingratidão" e de dizer "tudo menos a verdade" sobre os 18 meses em que trabalharam juntos.

Chega, então, a vez de Eder responder, também no Instagram.

Numa publicação por escrito em que lembra que, após a final do Euro 2016, em que marcou o golo da vitória, fez "questão de agradecer" à "mental coach" pela ajuda que lhe dera.

"Fi-lo (e voltaria a fazê-lo) porque acredito que devemos ser gratos, e quis retribuir essa ajuda, contribuindo também para o sucesso profissional da Susana. Fico, por isso, perplexo quando vejo agora Susana Torres acusar-me de ingratidão", escreve o jogador, de 35 anos.

Eder acusa a "mental coach" de aproveitamento e de inventar "cada vez mais mentiras" a seu respeito.

"Aquilo a que assisti nos últimos anos foi um aproveitamento da minha história por parte da Susana Torres, apropriando-se inclusivamente daquele golo na final do Euro 2016. Fala dele como sendo dela."

Eder revela que deixou de trabalhar com Susana Torres em outubro de 2016, por ter percebido que já não tinham o mesmo objetivo.

"Eu queria concentrar-me na minha carreira de futebolista e a Susana queria que eu pedisse folgas ao meu treinador para vir a Portugal dar entrevistas para promover o seu trabalho (incluindo o livro para o qual cedi a minha imagem e história, sem receber um cêntimo em troca)", conta.

De qualquer modo, Eder garante que não se arrepende "de nada" do que fez na altura, embora admite que "talvez tenha sido ingénuo".

"Onde ficam a confidencialidade e a ética no meio disto? Susana Torres parece achar que por termos trabalhado juntos tem o direito de passar o resto da vida a distorcer a minha história, para dela tirar proveito", critica.

Eder Lopes e Susana Torres trabalharam juntos entre 2014 e 2016. Depois de marcar o golo da conquista do Euro 2016, o avançado fez questão de mencionar a "mental coach" pela ajuda que lhe dera. Contudo, ao fim de algum tempo, a relação entre ambos deteriorou-se.