Tempo
|
A+ / A-

Maio foi melhor mês de 2023 para os cinemas portugueses

12 jun, 2023 - 15:45 • Lusa

Os cinemas portugueses registaram mais de um milhão de espectadores em maio.

A+ / A-

Os cinemas portugueses registaram mais de um milhão de espectadores em maio, o que representou um aumento de 56,6% face ao homólogo de 2022 e o melhor mês de 2023 para as salas nacionais, revelou hoje o ICA.

De acordo com os dados mensais do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), hoje divulgados, as salas portuguesas receberam 1,094 milhões de espectadores em maio, um número que não era alcançado desde dezembro de 2022. .

Em 2022, a barreira de um milhão de espectadores foi ultrapassada nos meses de julho, agosto e dezembro.

Em termos de receita, maio foi também o melhor mês de 2023, com 6,4 milhões de euros, o que elevou o total do ano para 26,3 milhões de euros, 46,7% acima dos 17,9 milhões alcançados nos primeiros cinco meses de 2022.

Os números de maio deste ano devem-se à estreia de "Velocidade Furiosa X", de Louis Leterrier, que acumulou 442.726 espectadores em 13 dias de exibição, seguindo-se, nos mais vistos do mês, "Guardiões da Galáxia Vol. 3", de James Gunn, com 208.392 entradas. .

Mais abaixo na lista encontra-se a nova versão de "A Pequena Sereia", de Rob Marshall, com 93 mil espectadores, e "Super Mario Bros: O Filme", de Aaron Horvath, Michael Jelenic e Pierre Leduc, com 82 mil, fechando o "top 5" de maio com o filme ucraniano "Mavka: A Alma da Floresta", de Oleh Malamuzh e Oleksandra Ruban, com 32 mil espectadores.

Na lista dos filmes portugueses mais vistos do ano surgem duas estreias de maio: "Mal Viver" e "Viver Mal", de João Canijo, respetivamente em terceiro e quarto lugar, com 11.225 e 7.092 espectadores.

O trabalho nacional mais visto de 2023 é "Amadeo", de Vicente Alves do Ó, com 12.758 entradas, seguido do nomeado aos Óscares "Ice Merchants", de João Gonzalez, visto por 11.544 pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+