Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Nenhum português entre os novos astronautas de carreira da ESA

23 nov, 2022 - 19:02 • Lusa

Os novos astronautas da Agência Espacial Europeia, três homens e duas mulheres, são provenientes da Espanha, Bélgica, Suíça, França e Reino Unido.

A+ / A-

Nenhum português foi selecionado pela Agência Espacial Europeia (ESA) para a classe de cinco novos astronautas de carreira, conhecida esta quarta-feira.

A ESA selecionou, no âmbito da campanha de recrutamento lançada em março de 2021, três homens (de Espanha, Bélgica e Suíça) e duas mulheres (de França e Reino Unido).

Entre os novos astronautas há um médico, um engenheiro, pilotos e cientistas.

Os cinco "eleitos" são o espanhol Pablo Álvarez Fernández (engenheiro aeronáutico), a francesa Sophie Adenot (piloto), a britânica Rosemary Coogan (astrónoma), o belga Raphaël Liégeois (neurocientista e piloto) e o suíço Marco Alain Sieber (médico).

Os novos astronautas de carreira, que foram anunciados numa cerimónia transmitida em direto de Paris, França, vão iniciar no próximo ano o programa de treinos para futuras missões espaciais e vão juntar-se ao atual corpo ativo de sete astronautas da ESA - de Itália (2), Alemanha (2), Reino Unido (1), Dinamarca (1) e França (1).

A ESA selecionou também, pela primeira vez, um astronauta com uma deficiência física, o britânico John McFall (cirurgião que ficou amputado da perna direita devido a um acidente de mota), que é enquadrado por um programa que servirá para estudar as condições e tecnologias que garantam missões seguras para estas pessoas.

Foram igualmente escolhidos 11 astronautas para a chamada reserva que, apesar de não terem um contrato de trabalho com a ESA, podem ser convocados para missões espaciais específicas, pelo que mantêm um certificado médico anual e beneficiam de treinos sobre os programas da agência.

Deste grupo fazem parte seis mulheres (duas alemãs, uma austríaca, uma espanhola, uma italiana e uma britânica) e cinco homens (um italiano, um francês, um checo, um polaco e um sueco).

À campanha de recrutamento lançada em 2021, mais de dez anos depois da precedente, apresentaram-se 320 portugueses com candidatura válida, entre um total de mais de 22 mil de várias nacionalidades europeias.

A ESA abriu o novo recrutamento a pensar em futuras missões à Lua ou mesmo a Marte e quis aumentar o número de mulheres no espaço - atualmente a agência tem uma única astronauta no ativo, a italiana Samantha Cristoforetti, que se tornou este ano na primeira mulher europeia a comandar a Estação Espacial Internacional.

A ESA tem 22 países-membros, incluindo Portugal, que aderiu à agência em 2000.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+