Tempo
|
A+ / A-

Prémio revelação Ageas/D. Maria para designer de luz

12 out, 2022 - 22:18 • Maria João Costa

A premiada, Cárin Geada, foi apresentada como alguém que “olha para o teatro como uma perspectiva artística”.

A+ / A-

Depois de dois adiamentos, a terceira edição do Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D.Maria II foi hoje entregue a Cárin Geada.

A Designer de Luz foi apresentada como “alguém que antes do público, entra em cena” e alguém que “olha para o teatro como uma perspectiva artística”.

Assinou o trabalho de luz de espetáculos como “Última Hora” ou “Coleção de Artistas”. Nas palavras da premiada o trabalho de luz “é uma parte integrante do espetáculo”.

A escolha dos 16 elementos do júri foi hoje conhecida numa sessão que antecedeu o espetáculo A Casa Portuguesa, de Pedro Penim.

Na sessão o presidente do conselho de administração do Teatro, Rui Catarino explicou que este é um prémio que “corporiza o antecipar o futuro”, o mote do ciclo dedicado aos novos valores do teatro.

Numa sessão em que foi anunciada a renovação do protocolo por mais três anos com a Ageas, mecenas do prémio, Rui Catarino, referiu que o prémio é o “reconhecimento público às novas gerações”.

Carin Geada vence Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II
Carin Geada vence Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II

O Prémio é um “incentivo” para combater a precariedade no setor e para quem começa, disse ainda Rui Catarino.

Na sessão tomou a palavra também o ministro da Cultura. Pedro Adão e Silva começou por saudar uma sala cheia. “Mostra que estamos a mudar a página na vida cultural”, sublinhou.

O ministro aproveitou para falar do reforço significativo “que não tem paralelo com o passado “ no orçamento da cultura. Pedro Adão e Silva disse sentir com isso “uma responsabilidade”.

O Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II tem caráter anual e pretende reconhecer e promover os talentos emergentes no setor.

Em 2020 e 2021, o Prémio Revelação distinguiu a atriz e encenadora Sara Barros Leitão e o ator Mário Coelho. O prémio tem o valor de cinco mil euros.

O júri da 3ª edição foi composto por: Albano Jerónimo, Álvaro Correia, António Durães, Catarina Barros, Cristina Carvalhal, Cucha Carvalheiro, Isabel Zuaá, John Romão, José António Tenente, Mário Coelho, Marta Carreiras, Mónica Garnel, Rui Horta, Rui Pina Coelho, Sara Barros Leitão e Tónan Quito.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+