Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

James Earl Jones deixa de ser a voz de Darth Vader

26 set, 2022 - 19:55 • Pedro Valente Lima

Certamente que quando ouve a fala "I am your father" se lembra da voz ameaçadora de Darth Vader, nos filmes da saga "Star Wars". James Earl Jones, voz da personagem por mais de 40 anos, vai abandonar as gravações do 'lado negro da força'.

A+ / A-

A famosa voz grave, de respiração profunda e quase asmática, de um dos vilões mais icónicos do cinema vai sair de cena. James Earl Jones vai deixar de ser a voz de Darth Vader na saga "Star Wars" ("Guerra das Estrelas", em português).

Desde o primeiro filme, "Guerra das Estrelas: Uma Nova Esperança", em 1977, que o ator dava vida a um dos líderes mais temíveis do Império. No entanto, nunca vestiu a capa ou colocou o capacete de Darth Vader. Essa tarefa cabia a outros atores ao longo dos anos, nomeadamente Dave Prowse, na trilogia original de filmes.

Na altura, a voz do ator inglês não condizia com o tom ameaçador que George Lucas, realizador e criador da saga, pretendia. Foi nesse momento que James Earl Jones foi chamado a dar voz ao tirano Darth Vader.

Desde então, além da trilogia original, o ator norte-americano conquistou um lugar cativo na representação do 'lado negro da força', continuando a ser a voz do vilão nos filmes e séries do franchise até 2019, ano em que fez gravações pela última vez, para o filme "A Ascensão de Skywalker".

Contudo, a sua ligação à franquia não terminaria aí. Na série da Disney "Obi-Wan Kenobi", que estreou este ano, a produção recorreu a várias gravações em arquivo de James Earl Jones e, principalmente, à inteligência artificial, que permitiu aperfeiçoar falas antigas e até criar novo diálogo.

De acordo com um dos editores de som de "Star Wars" nos últimos anos, Matthew Wood, o ator de 91 anos esteve, inclusivamente, presente na produção da série, dando dicas à equipa para conseguirem recriar ao máximo a sua voz.

Com esta saída do Darth Vader 'em pessoa', é através da inteligência artificial que a Disney pretende reproduzir, o mais fielmente possível, a voz grave e ameaçadora que James Earls Jones conseguiu imprimir na personagem ao longo de décadas.

Aliás, não seria a primeira vez que os donos do Rato Mickey recorreriam a este tipo de tecnologias em "Star Wars". Já na série "O Livro de Boba Fett", a Disney havia utilizado inteligência artificial de modo a reproduzir a voz do jovem Luke Skywalker, numa altura em que o ator da saga original, Mark Hamill, já conta 71 anos de idade.

James Earl Jones, nascido no estado do Mississippi, começou a carreira de ator em 1953. Quatro anos depois, viria a iniciar o seu trajeto na Broadway, onde ficaria conhecido pelas performances em "Hamlet" ou "King Lear", por exemplo.

Além de Darth Vader, o dobrador é também conhecido por ser a voz de Mufasa, pai de Simba, na versão inglesa do filme "O Rei Leão". Venceu vários prémios, incluindo Emmies e Tonies, destacando-se o Óscar da Academia honorífico, recebido em 2011, em reconhecimento da sua carreira artística.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+