Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Oeiras acolhe festival de música solidário pela Ucrânia

19 ago, 2022 - 16:02 • Pedro Valente Lima

A começar no Dia da Independência da Ucrânia e com direito a um discurso de Zelensky, o evento vai contar com atuações de artistas portugueses, brasileiros e ucranianos. O objetivo é "mobilizar a energia de todos para a paz".

A+ / A-

Entre 24 e 28 de agosto, Oeiras vai ser palco do festival "Connect for Ukraine". Áurea, HMB, Luís Represas ou Matias Damásio são alguns dos nomes da música nacional que vão marcar presença no Estádio Mário Wilson.

O evento, organizado pela associação de Refugiados Ucranianos em Portugal (UA.PT), pretende "celebrar o abraço da Lusofonia ao povo ucraniano". Em declarações à Renascença, Roman Kurtysh, dirigente da UA.PT, diz querer "unir a energia" de ambos os povos pela paz, naquilo que era para "ser só um concerto", mas que "acabou por se tornar num festival gigante".

Além das caras conhecidas do público português, o festival contará com atuações de cantores brasileiros, como Cláudia Leitte, Martinho da Vila ou Paula Toller. Em sintonia com os objetivos do evento, também haverá espaço para a música ucraniana. Oleksander Ponomariov, Iryna Fedyshyn e os Dzidzio são alguns dos artistas confirmados.

Perante um festival recheado, Roman Kurtysh mostra-se tocado e agradecido pela disponibilidade imediata dos artistas: "Deram um desconto brutal, que deu a possibilidade de organizar um evento à grande escala".

Contudo, o grande nome do cartaz não vai ter direito a concerto. Segundo o dirigente, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, irá discursar no ecrã gigante, mas ainda não consegue confirmar se será em direto ou através de um vídeo gravado.

O primeiro dia do festival coincidirá com o Dia da Independência da Ucrânia e, de modo a assinalar a data, a organização prepara-se para 'hastear' a "maior bandeira humana" com as cores do país. A iniciativa já regista mais de três mil inscritos. "Mas até acredito que conseguimos juntar mais [gente]", sublinha Roman, confiante.

O dirigente ucraniano acredita que este poderá ser o maior festival solidário pela Ucrânia na Europa, "até talvez do mundo". Segundo Roman Kurtysh, o objetivo do evento é atingir os 15 mil espectadores diários. "É por isso que quero convidar todo o povo lusófono a vir cá, participar e mostrar a nossa solidariedade".

Os bilhetes diários custam 20 euros, enquanto o passe geral está fixado nos 60. No entanto, os refugiados ucranianos, assim como quem participar na bandeira humana, terão direito a entrada gratuita.

A Ukraine Refugees UA.PT é uma organização sem fins lucrativos e de ajuda humanitária que tem prestado auxílio aos refugiados ucranianos em Portugal. Sediada em Lisboa, a associação presta ajuda das mais variadas formas, como operações de transporte, entrega de bens alimentares, serviços de acolhimento e apoio à procura de emprego.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+