Tempo
|
A+ / A-

"Braga em Risco" com mais de 100 ilustradores e 18 exposições

28 out, 2021 - 15:06 • Lusa

Quinta edição do encontro de ilustração "vai decorrer de 6 a 21 de novembro.

A+ / A-

A 5.ª edição do Encontro de Ilustração "Braga em Risco" vai decorrer de 6 a 21 de novembro, com um total de 84 oficinas, sobretudo nas escolas do concelho, e 18 exposições em vários locais da cidade.

Segundo o curador do encontro, Pedro Seromenho, a 5.ª edição apresenta "vários números recorde", revelando a "maturidade" e o "crescimento" do evento.

"Este é já um dos maiores encontros da ilustração nacional", referiu, sublinhando que o evento alia a ilustração à literatura infantojuvenil.

Adiantou que está a ser preparado um roteiro da ilustração nacional, em que o "Braga em Risco" terá "um papel relevante".

Este ano, o encontro contará com mais de 100 ilustradores "a expor, a riscar e a reinventar a cidade".

Antes do encontro propriamente dito, em 29 e 30 de outubro, terá lugar a performance "Montras ilustradas", com três ilustradoras e uma escritora, que deixarão a sua marca em três ruas da cidade.

Com "quartel-general" no Edifício do Castelo, o encontro terá ainda, na Casa dos Crivos e na Galeria do Paço, os outros espaços principais.

No entanto, as atividades serão distribuídas também pelo Auditório de S. Frutuoso, Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, escolas do concelho, Livraria Centésima Página e Teatro do Sá de Miranda.

Do programa, constam oito peças de teatro, 11 lançamentos de livros e oito horas do conto, com visitas guiadas ao Castelo.

Novidade da 5.ª edição é um minimercado dedicado a vendedores infantis, onde crianças e adolescentes apresentarão os seus dotes, talentos e especialidades e venderão os seus brinquedos, jogos, roupas e livros.

Haverá também o Mercado Riscado, onde será possível comprar, observar o trabalho ao vivo e conversar com os ilustradores.

No que respeita às exposições, cinco são coletivas, 11 individuais e duas instalações.

Uma das coletivas reúne os 51 trabalhos dos 17 finalistas do Prémio Bienal do Eixo Atlântico 2021, que desafiou os ilustradores a representarem o património material e imaterial do Noroeste Peninsular.

Nesta edição, os artistas em destaque são António Jorge Gonçalves, David Pintor, Mafalda Milhões, Marta Madureira, Teresa Cortez e Sebastião Peixoto.

O presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, afirmou que o encontro é já "uma imagem de marca" da cidade e do concelho, sublinhando ainda que se trata de um evento aberto à comunidade.

Rio destacou ainda a importância do encontro para o sucesso da candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura em 2027, que deverá ser apresentada no próximo mês de novembro.

O Braga em Risco significa um investimento de cerca de 70 mil euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+