Tempo
|
A+ / A-

Morreu o realizador Roger Michell que dirigiu "Notting Hill"

23 set, 2021 - 19:11

Roger Michell assinou ainda, entre outros, "Manobra perigosa" (2002), "Manhãs gloriosas" (2010), com Harrison Ford e Rachel McAdams, e "Blakcbird - A despedida" (2019), protagonizado por Susan Sarandon.

A+ / A-

O realizador e encenador Roger Michell, que assinou a comédia romântica "Notting Hill", morreu na quarta-feira aos 65 anos.

Num breve comunicado, foi anunciada a morte do realizador, sem adiantar as causas da morte.

Roger Michell, que nasceu na África do Sul e cresceu e estudou no Reino Unido, começou por ser assistente de direção no Royal Court Theatre, em Londres, e foi depois diretor da Royal Shakespeare Company.

Em 1995, assinou uma adaptação do romance "Persuasão", de Jane Austen, para a BBC, com o qual venceu um prémio Bafta, e terá sido isso que chamou a atenção do produtor e argumentista Richard Curtis, que o convidou para realizar "Nothing Hill", recorda a BBC.

Esta comédia romântica, que se tornou num dos mais populares filmes britânicos do final dos anos 1990, é protagonizada por Hugh Grant e Julia Roberts.

Roger Michell assinou ainda, entre outros, "Manobra perigosa" (2002), "Manhãs gloriosas" (2010), com Harrison Ford e Rachel McAdams, e "Blakcbird - A despedida" (2019), protagonizado por Susan Sarandon.

O cineasta colaborou ainda, em diversas ocasiões, com o escritor e dramaturgo Hanif Kureishi, nomeadamente na minissérie "O Buda dos subúrbios" (1993) e nos filmes "A mãe" (2003) e "Fim de semana em Paris" (2013).

Em 2020, Roger Michell apresentou no festival de Veneza o mais recente filme, "The Duke", com Helen Mirren e Jim Broadbent, cuja estreia em sala foi adiada para o começo de 2022 por causa da pandemia.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+