Tempo
|
A+ / A-

​De que falam Barack Obama e Bruce Springsteen? O livro sai em breve

22 jul, 2021 - 17:45 • Maria João Costa

O livro “Renegados: Nascidos nos EUA”, que põe por escrito as conversas entre o antigo Presidente dos Estados Unidos Barack Obama e o músico Bruce Springsteen, tem lançamento mundial a 26 de outubro e terá versão em Português.

A+ / A-

Depois do sucesso do podcast, chega agora o livro. “Renegados: Nascidos nos EUA” tem lançamento mundial a 26 de outubro em sete línguas, Português incluído, e reúne o conjunto de conversas entre o 44.º Presidente norte-americano Barack Obama e a estrela da música Bruce Springsteen.

O livro que sairá em Portugal com a chancela da Objetiva, editora do grupo Penguin Random House, apresenta também “fotografias das coleções privadas dos autores e material de arquivo inédito”, explica a editora em comunicado.

Tratam-se de conversas “francas, íntimas e divertidas”, explica a editora que nasceram do podcast com o mesmo nome de “Renegados”, coproduzido pela plataforma musical Spotify e que se tornou num sucesso, num dos podcast “mais ouvidos de sempre, a nível global”.

O livro contempla, entre outras coisas, “letras de músicas manuscritas de Springsteen e discursos anotados de Obama, oferecendo um retrato envolvente e belissimamente ilustrado de dois forasteiros — um negro e um branco — que ajudaram a escrever a história dos Estados Unidos”, refere a editora.

Gravadas na sala de Springsteen, as conversas, segundo Barack Obama revelam uma “sensibilidade comum” que une estas duas figuras.

“Sobre o trabalho, sobre a família e sobre os Estados Unidos. Cada um à sua maneira, eu e o Bruce temos feito uma viagem paralela na tentativa de perceber este país que tanto deu a ambos. Pretendemos contar a história deste povo, procurando uma forma de unir as nossas buscas individuais por sentido, verdade e noção de comunidade com a História dos Estados Unidos”, escreve Obama na introdução.

As conversas que aconteceram ao longo do ano pandémico de 2020, nas palavras de Springsteen, mostram “conversas muito sérias sobre o destino do país, sobre a sorte dos seus cidadãos e sobre as forças corruptas, destrutivas e terríveis que gostariam de deitar tudo isto a perder”. Para o cantor de “Born in the USA”, que fala de um momento em que o país é “posto à prova”, estas conversas podem ajudar a refletir.

“Este é um momento em que temos de pensar seriamente sobre o que desejamos ser e sobre o país que vamos deixar aos nossos filhos. Vamos permitir que o melhor daquilo que somos nos escape por entre os dedos ou vamos unir-nos para enfrentar o problema? Não encontrará respostas a estas perguntas neste livro, mas irá com certeza encontrar dois exploradores que dão o seu melhor para nos levar a fazer melhores perguntas.”, escreve Springsteen na introdução.

Nas páginas deste livro, o leitor vai encontrar conversas sobre temáticas muito diversificadas. Desde o “casamento, parentalidade, raça e masculinidade”, até temas como a música ou os heróis americanos.

“Pelo caminho, revelam a sua paixão — e o preço que, por vezes, pagam — por, ao longo das suas carreiras, contar uma história maior, mais verdadeira, sobre a América e examinam a forma como um país fraturado pode voltar a encontrar um caminho de regresso à união”, indicia a editora.

A edição portuguesa de “Renegados: nascidos nos EUA” publicada pela Objectiva, contará com cerca de 320 páginas e mais de 350 imagens a cores.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+