Tempo
|
A+ / A-

Jeff Bezos vai deixar de ser presidente executivo da Amazon

02 fev, 2021 - 22:58 • Lusa

Bezos será substituído no outono por Andy Jassy, atual CEO da Amazon Web Services (AWS), transitando para presidente executivo do Conselho.

A+ / A-

Jeff Bezos, o fundador da Amazon, vai deixar de ser o presidente executivo (CEO) da gigante de compras online no terceiro trimestre deste ano, sendo substituído por Andy Jassy, anunciou esta terça-feira a empresa.

Numa carta aos funcionários, Jeff Bezos, que ocupou o cargo de CEO desde que fundou a Amazon, há quase 30 anos, refere que pretende focar-se em novos produtos e iniciativas e que a mudança lhe permitirá dispor de mais tempo para se dedicar a outros projetos, como a empresa de exploração espacial Blue Origin, o jornal “The Washington Post”, que detém, ou as suas instituições de caridade.

Bezos será substituído no outono por Andy Jassy, atual CEO da Amazon Web Services (AWS), transitando para presidente executivo do Conselho.

A Amazon é uma das únicas gigantes da tecnologia a ter o fundador como CEO, já que os confundadores da Google, Larry Page e Sergey Brin, renunciaram aos cargos executivos da Alphabet (holding da Google e YouTube) em 2019, enquanto Larry Ellison, da Oracle, deixou de ser CEO em 2014 e Bill Gates foi CEO da Microsoft até 2000.

Lançada em 1995, a Amazon foi pioneira nas entregas rápidas e gratuitas tendo conquistado milhões de consumidores que usaram a plataforma para comprar os mais variados produtos desde fraldas a televisores.

Com Bezos, a Amazon lançou também o primeiro e-reader e o sistema inteligente de controlo por voz Echo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+