Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Papa pede que não se alimente "a insensatez da guerra"

17 jul, 2022 - 14:00 • Aura Miguel , João Malheiro

Francisco exprimiu, de novo, a sua proximidade ao povo do Sri Lanka, depois da queda do governo, na sequência de intensos protestos. O Santo Padre referiu-se, igualmente, ao Canadá, país que vai visitar a partir do próximo domingo.

A+ / A-

O Papa Francisco apelou, este domingo, a que os agentes internacionais não alimentem "a insensatez da guerra".

Referindo-se à Ucrânia, o Santo Padre voltou a apelar a um retomar das negociações para resolver o conflito.

"Estou também sempre próximo da população martirizada da Ucrânia, diariamente atingida por uma chuva de mísseis. Como é que não se percebe que a guerra só causa destruição e morte, afastando os povos e matando a verdade e o diálogo?", disse.

Francisco exprimiu, de novo, a sua proximidade ao povo do Sri Lanka, depois da queda do governo, depois de intensos protestos.

"Uno-me a vós na oração e exorto todas as partes a encontrar uma solução pacífica para a presente crise, em particular, a favor dos mais pobres, respeitando o direito de todos", declarou.

O Papa pediu ainda a todos que se abstivessem "de todo o tipo de violência" e que apelou ao diálogo "pelo bem comum".

Papa visita o Canadá na próxima semana

O Santo Padre referiu-se, igualmente, ao Canadá, país que vai visitar a partir do próximo domingo, dia 24 de julho, até dia 30.

Francisco estará, sobretudo, em locais relacionados com as comunidades indígenas: Edmonton, Quebec e Iqaluit.

O Papa apontou que "muitos cristãos, incluindo alguns membros de institutos religiosos, contribuíram para as políticas de assimilação cultural que, no passado, danificaram gravemente em vários modos as comunidades nativas".

Por isso, prepara-se para realizar uma peregrinação penitencial para contribuir "para o caminho de cura e de reconciliação".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+