Tempo
|
A+ / A-

​Centro de Reflexão Cristã. Conferências de Maio com mais participantes jovens

25 mai, 2022 - 16:09 • Ana Lisboa

A última conferência acontece esta quarta-feira, 25 de maio, às 18h00, no Centro Nacional de Cultura, e terá como oradores Luís Filipe Castro Mendes, Luís Moita e Mónica Dias que vão abordar o tema "A arquitetura e o artesanato da paz".

A+ / A-

As Conferências de Maio, organizadas pelo Centro de Reflexão Cristã, terminam esta quarta-feira com a quarta sessão. Tiveram como tema "Construir uma Paz Duradoura - É possível".

O balanço destas palestras é "muito positivo", diz a vice-presidente do CRC, Inês Espada Vieira, em declarações à Renascença.

Esta responsável sublinha dois aspetos este ano: "por um lado, a presença de jovens, tanto como oradores, como intervindo diretamente desde o público e, portanto, num sentido participativo muito interessante. E, por outro lado, o facto de ter sido o retorno presencial. Nós estivemos dois anos em pandemia, em que continuámos a realizar as Conferências de Maio. Mas foi muito bom rever as pessoas que ao longo de vários anos estão connosco, que participam e também encontrar caras novas".

As Conferências de Maio deste ano foram pensadas a partir da mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz 2022 e a partir da Encíclica “Fratelli Tutti”.

Inês Espada Vieira refere que "há um alinhamento com essas preocupações".

E acrescenta que "apareceu e aparece uma leitura criativa destes textos, que fazem com que não nos fiquemos só nos textos do Papa, como se Francisco tivesse feito o trabalho todo".

Em seu entender, trata-se de uma "leitura criativa, num sentido transformador, aplicada à nossa realidade".

Vivemos atualmente num tempo marcado e ameaçado pela violência, morte e medo. Por isso, percebe-se cada vez mais como a paz é "uma procura dos nossos dias, uma procura constante da humanidade".

Para a vice-presidente do Centro de Reflexão Cristã, "é preciso um diálogo que seja constante, que seja sincero, que seja variado, que seja plural, para encontrarmos respostas adequadas aos tempos, adequadas às nossas inquietações de cada momento histórico e que é esse diálogo que nos permitirá encontrar a paz".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+