Tempo
|
A+ / A-

Charles de Foucauld canonizado no domingo em cerimónia presidida pelo Papa Francisco

14 mai, 2022 - 12:30 • Ana Lisboa

A cerimónia, adiada por causa da pandemia, vai decorrer no Vaticano.

A+ / A-

Charles de Foucauld vai ser canonizado no domingo, numa cerimónia presidida pelo Papa Francisco.

Adiada por causa da pandemia, a cerimónia vai decorrer no Vaticano, sendo também proclamados santos outros seis beatos.

Charles de Foucauld foi declarado venerável em 2001 pelo então Papa João Paulo II e proclamado beato em 2005 pelo Papa Bento XVI,

O milagre que teve a sua intercessão aconteceu em 30 de novembro de 2016, precisamente na véspera do centenário da sua morte.

O agora santo, foi um sacerdote francês assassinado na Argélia, aos 58 anos, por um grupo de rebeldes.

Ficou conhecido como o "Irmão universal" pela sua vivência como monge eremita no deserto argelino.

Quis viver como Jesus viveu, em pobreza total, dedicando-se aos abandonados, aos excluídos, aos últimos. Era essa a sua missão.

Por esse motivo, o Papa Francisco recordou-o na sua encíclica "Fratelli Tutti".

Antes disso, o Santo Padre já tinha elogiado o seu percurso de vida e referiu-se a Foucauld como "um homem que venceu tantas resistências e deu um testemunho que fez bem à Igreja".

Por querem seguir o seu exemplo de vida, surgiram várias congregações religiosas, entre as quais as Irmãzinhas de Jesus.

A responsável pela casa de Fátima, a Irmã Maria de Fátima de Jesus, diz que "é uma grande alegria para toda a família espiritual do Irmão Carlos de Foucauld ver reconhecido finalmente pela Igreja a santidade daquele que, de algum modo, marcou a vida da própria Igreja no século XX".

A religiosa aproveita para recordar "uma das heranças que o Irmão Carlos nos deixou é o seu amor incondicional a Jesus e ao seu Evangelho".

E acrescenta que "a sua missão foi, antes de mais, imitar Jesus de Nazaré, tornando-se próximo. Daí o seu desejo de ir ao encontro dos que estavam mais longe, dos mais abandonados, dos excluídos".

Fundada em 1939, a Fraternidade das Irmãzinhas de Jesus estão presentes em mais de 60 países dos cinco continentes.

Chegaram a Portugal em 1952. Atualmente, existem duas Fraternidades com um total de 11 religiosas: uma situa-se em Fátima e outra na Apelação, em Loures, arredores de Lisboa.

"Em Fátima, temos o desejo de nos mantermos disponíveis para acolher todos os que batem à porta e que desejam encontrar um espaço de escuta e oração", refere a Irmã Maria de Fátima de Jesus.

Já na Apelação, a Fraternidade está localizada num "bairro de realojamento de famílias africanas, ciganas, etc. As Irmãzinhas partilham as suas próprias condições de vida, as suas aspirações e dramas, tentando ser uma presença fraterna junto de cada um, caminhando com eles, no desejo de uma vida cada vez mais digna".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+