Tempo
|
A+ / A-

Fátima. Enviado do Papa traz "imagem do povo martirizado na Ucrânia"

24 mar, 2022 - 18:37 • José Pedro Frazão

Ucrânia e Rússia vão ser consagradas ao Imaculado Coração de Maria, numa cerimónia que se realiza sexta-feira no Santuário de Fátima e no Vaticano.

A+ / A-

O cardeal polaco Konrad Krajewski, recém-enviado pelo Papa à Ucrânia, diz levar a Fátima a imagem do povo martirizado da Ucrânia. O esmoler do Papa Francisco estará sexta-feira na recitação do terço em Fátima no âmbito do acto de Consagração da Rússia e da Ucrânia a Maria.

Em declarações à Renascença e à agência Ecclesia, o esmoler de Francisco associa a sua presença ao texto de consagração que o Papa preparou e acentua que, mais do que as suas palavras, é importante dar atenção ao texto da oração divulgado pela Santa Sé.

O Papa Francisco vai pedir que a Humanidade seja poupada a um conflito nuclear durante o ato de Consagração da Rússia e da Ucrânia a Maria.

“É um texto muito rico, penso que foi redigido para oração. Não gostaria de o comentar. Hoje, no mundo, usamos muitas palavras, podemos dizer que há um bombardeamento de palavras”, começa por sublinhar numa curta declaração.

“Esta minha viagem é muito silenciosa, no âmbito religioso, mas também um pouco triste, porque estive na Ucrânia. Vi o que ali acontece e, portanto, trago esta imagem do povo martirizado na Ucrânia. Este silêncio deve agora falar”, acrescenta o Konrad Krajewski.

O cardeal polaco foi um dos recentes enviados do Papa ao leste europeu, tendo-se deslocado à Polónia e à Ucrânia, em Lviv, onde foi entrevistado pela Renascença.

Konrad Krajewski destaca o “gesto celebrativo de Consagração” desta sexta-feira “para que todo o mundo se una” acentuando que todos os bispos do Mundo, precisamente no mesmo dia, no mesmo horário, farão esta consagração ao Imaculado Coração de Maria.

“Isto já diz tanto. Penso, assim, que se justifica que mantenha este silêncio”, justifica à Renascença e à Ecclesia, após um encontro com o Cardeal Patriarca de Lisboa , D.Manuel Clemente.

“Libertai-nos da guerra, preservai o mundo da ameaça nuclear”, refere o texto da oração de consagração divulgado esta quarta-feira pelo Vaticano. A Oração que unirá os cristãos do mundo inteiro vai decorrer em simultâneo na Basílica de São Pedro, no Vaticano, e em Fátima, onde o cardeal Konrad Krajewski irá presidir à recitação do Terço a partir das 16h00.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+