Tempo
|
A+ / A-

Viseu. Padre acusado de ter aliciado sexualmente rapaz de 14 anos

17 mar, 2022 - 10:53 • Henrique Cunha

Sacerdote fica sujeito a apresentações quinzenais e à proibição de contactar com menores de 18 anos por qualquer meio.

A+ / A-

O Ministério Público (MP) acusa um sacerdote da Diocese de Viseu de ter aliciado sexualmente um menor, durante um convívio e reunião de trabalho em São João de Lourosa.

O comunicado diz que foi deduzida acusação “pela prática de um crime de coação sexual agravado, na forma tentada, e de um crime de aliciamento de menores para fins sexuais”.

De acordo com a informação disponibilizada pela Procuradoria-geral da República, em causa está o alegado aliciamento de um menor de 14 anos, durante um convívio e reunião de trabalho em São João de Lourosa, em 2021.

O sacerdote fica sujeito a apresentações quinzenais e à proibição de contactar com menores de 18 anos por qualquer meio.

O Inquérito foi dirigido pelo Ministério Público do Departamento de Instrução e Ação Penal da Comarca de Viseu.

Em outubro de 2021, a Diocese de Viseu assumiu que estava em curso uma investigação sobre um sacerdote, na sequência de uma denúncia, e que decorriam os procedimentos legais por parte das autoridades civis e eclesiásticas.

Nessa altura, em comunicado, “a Diocese de Viseu constituiu a comissão de proteção de menores e adultos vulneráveis no mês de fevereiro de 2020. A referida comissão está a trabalhar nos casos apresentados à mesma”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+