Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Santuário de Fátima lança corrente de oração pela Paz na Ucrânia

21 fev, 2022 - 12:14 • Olímpia Mairos

O desafio foi lançado por D. António Marto. A prece pela paz na Ucrânia surge inserida na oração do rosário.

A+ / A-

O Santuário de Fátima vai promover ao longo desta semana uma corrente de oração pela Paz na Ucrânia. A iniciativa surge na sequência do apelo feito, no domingo, pelo cardeal D. António Marto.

“Deste Santuário da Paz faço um apelo a vós aqui presentes e a todos os católicos do país para iniciarem uma corrente de oração do rosário nesta semana, em forma individual, familiar ou comunitária, pela paz na Ucrânia”, afirmou o administrador Apostólico da diocese de Leiria-Fátima, durante a celebração da eucaristia da Festa dos santos Pastorinhos de Fátima.

Já esta segunda-feira, o padre Carlos Cabecinhas, “face a este apelo concreto, na fidelidade ao que é próprio deste Santuário”, pediu a todos os capelães que “façam explícita referência a esta intenção na oração do terço, ao longo de toda esta semana: seja o terço das 12h00, seja o das 21h30”, recordando que “a oração pela Paz faz parte da mensagem de Fátima e é prática diária do Santuário”.

A intenção será igualmente lembrada aos sacerdotes que presidem ao terço das 18h30, que é transmitido pelos órgãos de comunicação social, nomeadamente pela Renascença.

D. António Marto juntou ontem a sua voz à do Papa lembrando as dificuldades que o mundo atravessa.

“No difícil contexto atual que o mundo conhece e atravessa, após longo período de fragilidades, feridas, incertezas, luto e medos em que paira uma ameaça de guerra, é necessário despertar da indiferença, da apatia, do cansaço espiritual, do desânimo que pode levar ao fatalismo”, defendeu o prelado, destacando que “diante das dificuldades é a força da humildade que pode transformar o mundo”.

“Por vezes somos levados a pensar que só os poderosos (os poderes económico-financeiros e políticos) podem transformar o mundo. Mas Deus conta com os pequenos e os humildes, com a força de fá na sua misericórdia, com o testemunho da conversão e da compaixão, com a força da oração para renovar o mundo”, disse D. António Marto.

O cardeal explicitou, depois, que “somos chamados a olhar o futuro com confiança, reconstruindo as relações entre as pessoas e os povos, como bons samaritanos que cuidam dos feridos e ajudam a curar as feridas do nosso tempo”.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+