Tempo
|
A+ / A-

Papa na Grécia

Reveja o momento. Papa Francisco aterra na Grécia

04 dez, 2021 - 09:10 • Filipe d'Avillez

Num dia com agenda preenchida, Francisco fará três discursos e terá três encontros à porta fechada.

A+ / A-

O Papa Francisco aterra por esta hora em Atenas, na Grécia, para uma visita de dois dias àquele país.

Francisco passou os últimos dois dias em Chipre, de onde partiu esta manhã.

Com esta viagem apostólica, a 35.ª do seu pontificado, o Papa pretende novamente chamar a atenção do mundo para o drama dos refugiados e migrantes que tentam atravessar o Mediterrâneo para chegar à Europa, sendo que muitos morrem pelo caminho e outros acabam por passar meses ou anos em campos nas ilhas gregas.

Durante a sua estadia na Grécia o Papa visita a ilha de Lesbos precisamente para estar com alguns dos migrantes num dos maiores campos de migrantes que existe no país.

Depois da receção oficial no aeroporto Francisco será recebido no Palácio Presidencial para um encontro à porta fechada. O primeiro encontro público será às 10h45, hora de Lisboa, com as autoridades civis. Francisco fará um discurso, que pode seguir em direto através da Renascença.

Depois do almoço Francisco será recebido por Jerónimo II, o arcebispo de Atenas e líder da Igreja Ortodoxa da Grécia e às 14h30, hora de Lisboa, haverá um encontro público entre as comitivas de ambos os líderes eclesiais em que estes farão discursos, mais uma vez esta intervenção será transmitida em direto na Renascença.

O último ato público do Papa este sábado será às 15h15 com os líderes religiosos da Igreja Católica na Grécia, na catedral de São Dionísio, em Atenas, novamente com discurso do Papa e transmissão pela Renascença.

Por fim, o Papa encontra-se às 16h45 com a comunidade jesuíta na Grécia, num encontro à porta fechada.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+