Tempo
|
A+ / A-

Papa Francisco vai encontrar-se com jovens de 41 países da comunidade "Scholas Ocurrentes"

25 nov, 2021 - 00:20 • Ecclesia

O Papa e os jovens vão reunir-se no Colégio Pontifício Internacional Maria Mater Ecclesiae, em Roma.

A+ / A-

O Papa Francisco vai conversar com 71 jovens da comunidade ‘Scholas Ocurrentes’, de 41 países, incluindo Portugal, sobre os efeitos da pandemia, às 15h00, desta quinta-feira, em Roma.

Num comunicado enviado à ECCLESIA, a Sala de Imprensa da Santa Sé informa que os jovens vão partilhar com o Papa Francisco os efeitos da Covid-19 na sua vida e apresentar um novo projeto político, inspirado na encíclica ‘Fratelli Tutti’.

Durante este encontro vai haver também oportunidade para debater a forma como os jovens imaginam “o mundo” e os passos que vão dar quando regressarem aos seus países.

O Papa e os jovens vão reunir-se no Colégio Pontifício Internacional Maria Mater Ecclesiae, em Roma.

Os jovens, com idades entre os 16 e os 27 anos, são provenientes dos cinco continentes e pertencem a diferentes culturas, credos religiosos – judeus, muçulmanos, cristãos, hindus, budistas, agnósticos e outros – e contextos socioeconómicos, refugiados, estudantes de universidades de prestígio e alguns “excluídos do sistema educativo”.

Desde terça-feira até domingo, os jovens da Comunidade ‘Scholas’ estão a reunidos de forma presencial a partilhar as experiências que viveram até agora durante a pandemia e as “lições aprendidas nas suas diferentes comunidades”.

A Sala de Imprensa da Santa Sé informa ainda que 50 jovens vão começar um ano de formação humana e política inspirada na encíclica do Papa Francisco ‘Fratelli Tutti’, com o objetivo de “cocriar um olhar renovado que proponha novos paradigmas das periferias sociais e existenciais”.

Também vão participar especialistas sobre os “novos desafios da política digital”, da democracia direta, das novas economias, do impacto das criptomoedas e da “importância da conexão entre o mundo virtual e o mundo real”.

As conclusões vão ser partilhadas com o ministro da Educação italiano, Patrizio Bianchi, e com os diretores mundiais de ‘Scholas’, José María del Corral e Enrique Palmeyro, para uma publicação no futuro.

Em Portugal, no contexto da pandemia Covid-19, a ‘Scholas Ocurrentes’ também promoveu encontros de partilha e reflexão sobre a saúde emocional dos jovens, através do programa virtual ‘Scholas Pensarmo-nos’, em parceria com o Município de Cascais.

Scholas Occurrentes’ é uma organização internacional de direito pontifício presente em 190 países nos cinco continentes e que, por meio da sua rede, integra meio milhão de redes educativas.

A sua missão é responder ao apelo à criação de uma cultura do encontro, aproximando os jovens numa educação que gere sentido.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+