Tempo
|
A+ / A-

União das Misericórdias distinguida pelo Parlamento Europeu com prémio “Cidadão Europeu”

08 nov, 2021 - 17:12 • Lusa

O prémio “distingue pessoas e instituições que se destaquem pelos efeitos excecionais, reconhecendo o trabalho desenvolvido pelas Misericórdias em todo o país e o apoio prestado à comunidade".

A+ / A-

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) foi distinguida com o prémio "Cidadão Europeu", do Parlamento Europeu, pelo seu trabalho em prol do bem-estar da população do país, e recebe a distinção na terça-feira, em Bruxelas.

A candidatura ao prémio “Cidadão Europeu” partiu do eurodeputado do Partido Social Democrata (PSD) José Manuel Fernandes e é já na terça-feira que o presidente da UMP vai estar em Bruxelas para receber a condecoração que é atribuída pelo Parlamento Europeu na área da proteção dos Direitos Humanos.

De acordo com o comunicado da UMP, o prémio “distingue pessoas e instituições que se destaquem pelos efeitos excecionais, reconhecendo o trabalho desenvolvido pelas Misericórdias em todo o país e o apoio prestado à comunidade nas áreas de apoio social e cuidados de saúde, para assegurar respostas adequadas e abrangentes a toda a população, especialmente a mais vulnerável”.

Acrescenta que em todo o país as misericórdias têm desenvolvido “inúmeras iniciativas de inovação social e contribuído para a valorização da cultura local e coesão territorial”.

O presidente da UMP será quem vai receber o prémio e para Manuel Lemos, citado no comunicado, trata-se de uma distinção que “reconhece e valoriza o trabalho incansável desenvolvido pelos mais de 45 mil colaboradores de todas as misericórdias”, no apoio que dão todos os dias a cerca de 165 mil utentes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+