Tempo
|
A+ / A-

Abusos sexuais

França. Bispos pedem ajuda a Roma para lidar com vítimas de abusos

08 nov, 2021 - 11:40 • Filipe d'Avillez

A Igreja Católica em França está a recuperar do choque das conclusões do Relatório Sauvé, publicado no início de outubro.

A+ / A-

Os bispos franceses pediram ajuda a Roma para ajudar a lidar com as vítimas de abusos sexuais no seio da Igreja.

Segundo o vaticanista Loup Besmond de Senneville, do jornal francês "La Croix", o presidente da Conferência Episcopal francesa revelou a notícia, dizendo que a Igreja naquele país quer que alguém “de confiança” vá verificar se os bispos têm feito tudo o que devem para ajudar e compensar as vítimas de abusos sexuais.

Monsenhor Eric de Moulins Beaufort terá endereçado o pedido diretamente ao Papa Francisco, solicitando a presença de alguém da sua confiança para examinar “a forma como tratámos e tratamos as vítimas e os seus agressores”.

O pedido do episcopado francês surge pouco mais de um mês depois da publicação do Relatório Sauvé, sobre os abusos sexuais na Igreja Católica francesa. O relatório serviu para averiguar os casos cometidos ao longo de várias décadas e termina com várias recomendações para que a Igreja melhore a forma como lida com o assunto.

Alguns detalhes do relatório, nomeadamente os números apresentados de casos de abusos sexuais sobre menores cometidos, levantaram críticas. O número que fez manchetes em todo o mundo, de cerca de 330 mil casos de abuso em ambiente eclesial baseiam-se afinal em estimativas feitas com base em sondagens feitas pela internet. Caso se confirmassem, seria necessário que cada um dos cerca de 3000 padres abusadores, segundo o mesmo relatório, tivesse abusado de mais de 100 vítimas.

Apesar das dúvidas quanto aos números totais os bispos aceitaram sem reservas a responsabilidade sobre os erros históricos cometidos na questão dos abusos sexuais e comprometeram-se a corrigir e a tentar fazer justiça, em colaboração com as autoridades civis.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+