Tempo
|
A+ / A-

Dois portugueses na Comissão de Comunicação do Sínodo 2023

08 out, 2021 - 11:42 • Olímpia Mairos

A abertura solene acontece em Roma, no fim de semana. O Papa Francisco participará na primeira parte dos trabalhos.

A+ / A-

O padre Paulo Terroso, diretor do Departamento de Comunicação da Arquidiocese de Braga (DACS) e administrador do Jornal Diário do Minho, e Leopoldina Reis Simões, gestora de projetos, foram escolhidos para integrarem a Comissão de Comunicação do Sínodo dos Bispos 2023.

Em declarações ao DACS, o padre Paulo Terroso vê a sua nomeação como “um presente do Espírito Santo” que recebe “com muita alegria, responsabilidade e espírito de serviço”.

“Creio que a minha nomeação para integrar esta equipa internacional, constituída por pessoas que trabalham na comunicação na e da Igreja, é também um reconhecimento do trabalho que o Departamento de Comunicação da Arquidiocese de Braga e o Diário do Minho têm vindo a fazer”, acrescenta.

A comissão vai trabalhar em estreita colaboração com o Dicastério para a Comunicação da Santa Sé e terá como missão o desenvolvimento de um plano de comunicação para o Secretariado-Geral, com o objetivo de “promover a difusão e inculturação da mensagem sinodal nas várias culturas e subculturas de todo o mundo e através dos diversos meios de comunicação”.

Caberá ainda à comissão apoiar o trabalho comunicativo dos diversos órgãos eclesiais com o desenvolvimento de um “Media Kit”, assim como monitorizar a atenção dos média no Sínodo e organizar atividades mediáticas por ocasião de eventos sinodais internacionais, bem como promover sessões de formação dos média.

A abertura solene do Sínodo acontece em Roma, no fim de semana de 9 e 10 de outubro.

O programa de sábado prevê trabalho em sessão plenária e trabalho em grupos linguísticos. Estarão presentes representantes dos fiéis católicos, incluindo delegados dos Encontros Internacionais das Conferências Episcopais e Organismos semelhantes, membros da Cúria Romana, delegados fraternos, delegados da vida consagrada e movimentos eclesiais leigos, entre outros. O Papa Francisco participará na primeira parte dos trabalhos.

No Domingo, 10 de outubro, às 10h00, a eucaristia será presidida pelo Papa e irá inaugurar o Sínodo para a Igreja universal e para a Diocese de Roma, com a participação dos fiéis, prevendo-se a participação de cerca de três mil pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+