Tempo
|
A+ / A-

Abusos sexuais

Papa agradece coragem de vítimas que denunciaram abusos em França

05 out, 2021 - 13:56 • Redação

Francisco ficou profundamente triste com a revelação de que poderá ter havido até 330 mil vítimas de abusos sexuais praticados em ambientes eclesiais em França.

A+ / A-

O Papa Francisco assume ter acolhido com tristeza as conclusões da investigação sobre abusos na Igreja Católica francesa.

Numa declaração emitida pelo Vaticano, o Papa dirige os seus primeiros pensamentos para as vítimas, manifestando “grande tristeza pelas suas feridas”.

Por outro lado, Francisco assume, também, ter sentido gratidão pela coragem demonstrada ao denunciar tudo pelo que passaram.

De acordo com a declaração da Santa Sé, os pensamentos do Papa vão, ainda, para a Igreja de França, para que, na consciência do que diz ser uma terrível realidade, possa “embarcar num caminho de redenção”.

Um relatório sobre abusos na Igreja em França revela que mais de duzentos mil menores foram vítimas de abusos sexuais por parte de membros do clero desde 1950 e até 1970. O número sobe para 330 mil se forem tidos em conta os abusos praticados por leigos em ambientes eclesiais.

As conclusões da investigação foram entregues à Conferência Episcopal Francesa, cujo presidente já pediu perdão às vítimas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+