Tempo
|
A+ / A-

Comités diocesanos da JMJ reúnem-se em Ponta Delgada

17 set, 2021 - 11:25 • Olímpia Mairos

A data da JMJ Lisboa vai ser anunciada no próximo dia 4 de outubro, dia em que a Igreja celebra S. Francisco de Assis.

A+ / A-

A cidade de Ponta Delgada, nos Açores, acolhe, a partir desta sexta-feira e até domingo, uma reunião do Comité Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 com os Comités Organizadores Diocesanos.

No encontro marcarão presença aproximadamente 60 pessoas, “a quase totalidade dos Comités Diocesanos de Portugal e grande parte da equipa do COL”. Vão participar também o bispo de Angra, D. João Lavrador, e o bispo auxiliar de Lisboa e presidente da Fundação JMJ – Lisboa 2023, D. Américo Aguiar.

A reunião principal está marcada para sábado, dia 18, às 9h30, no Auditório do Centro Pastoral Pio XII.

De acordo com o padre Norberto Brum, citado pelo site Igreja Açores, “estes encontros servem para preparar este que é o maior evento da Igreja Católica em todo o mundo, a Jornada Mundial da Juventude que, em cada uma das suas edições, reúne milhões de jovens de todo o mundo”.

“A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) é um encontro dos jovens de todo o mundo com o Papa. É, simultaneamente, uma peregrinação, uma festa da juventude, uma expressão da Igreja universal e um momento forte de evangelização do mundo juvenil. Apresenta-se como um convite a uma geração determinada em construir um mundo mais justo e solidário. Com uma identidade claramente católica, é aberta a todos, quer estejam mais próximos ou mais distantes da Igreja”, acrescenta o sacerdote.

Lisboa acolhe em 2023 a Jornada Mundial da Juventude e a data da sua realização vai ser conhecida no próximo dia 4 de outubro, dia em que a igreja celebra S. Francisco de Assis.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+