Tempo
|
A+ / A-

Reitor do Santuário de Fátima alerta que "o cristão não pode fechar-se sobre si próprio"

12 set, 2021 - 16:15 • Lusa

O Santuário está a receber este domingo a sétima peregrinação da comunidade surda, em Portugal.

A+ / A-

O reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, alertou este domingo que "o cristão não pode fechar-se em si próprio, preocupado apenas em concretizar os seus sonhos e projetos pessoais".

Falando na homilia da missa dominical celebrada no recinto do Santuário, Carlos Cabecinhas defendeu que "ser cristão implica fazer da vida um dom generoso a Deus e aos irmãos", sendo "no dia-a-dia, nos pequenos nadas, que se vive a renúncia a nós próprios e se manifesta uma vida entregue à imagem de Jesus, para ganhar pleno sentido".

A poucas horas do início da peregrinação aniversária de setembro ao Santuário da Cova da Iria, o reitor sublinhou que "a cruz e o sofrimento assustam, mas renunciar a si mesmo significa renunciar ao egoísmo e à autossuficiência", acrescentando que Jesus "desmascara" a ilusão de se pensar que a felicidade está em cada um fechar-se sobre si próprio.

O Santuário está a receber este domingo, também, a sétima peregrinação da comunidade surda em Portugal, que contemplou durante a manhã uma visita à exposição temporária "Os Rostos de Fátima", no piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade, com o acompanhamento de intérpretes de língua gestual portuguesa.

A primeira peregrinação da comunidade surda ocorreu em setembro de 2015, contou com cerca de três dezenas de surdos e realizou-se dois anos depois de o Santuário ter começado a disponibilizar uma missa semanal com interpretação em língua gestual, "como forma de integrar e proporcionar as melhores condições àqueles que têm necessidades especiais", informou o Santuário de Fátima.

Entretanto, o bispo de Aveiro, António Moiteiro Ramos, preside este domingo e esta segunda-feira à Peregrinação Internacional Aniversária de setembro, que assinala a quinta aparição de Nossa Senhora aos videntes Jacinta, Francisco e Lúcia.

O programa das celebrações tem início às 21h30, na Capelinha das Aparições, com a recitação do terço, seguida de procissão das velas e da celebração da palavra, no altar do recinto.

Na segunda-feira, após a recitação do terço, às 09h00, na Capelinha das Aparições, tem a Missa internacional, às 10h00, no recinto de oração, a bênção dos doentes e a procissão do adeus.

"Nesta peregrinação mantêm-se as regras de segurança e acolhimento em vigor no Santuário de Fátima, que se baseiam no que está articulado entre a Conferência Episcopal Portuguesa e as autoridades de saúde para a celebração do culto público: o uso obrigatório de máscara, as entradas no recinto em oito portas; uma vez dentro do Recinto, os peregrinos devem manter-se no mesmo lugar de forma a evitar ajuntamentos, guardando o distanciamento físico entre si", informou o Santuário.

Tópicos
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+