Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Abusos sexuais

Justiça americana acusa ex-padre suspeito de abusos sexuais em Timor-Leste

01 set, 2021 - 12:05 • Filipe d'Avillez

Não se sabe ainda se o Departamento de Justiça de Washington pretende extraditar Richard Daschbach, que conta com muitos apoiantes na ilha, incluindo Xanana Gusmão.

A+ / A-

O Departamento de Justiça federal dos Estados Unidos decidiu acusar um ex-padre americano de sete casos de abuso sexual de menores que estavam ao seu cuidado num abrigo para crianças vulneráveis em Timor-Leste.

Richard Daschbach, que já foi condenado num tribunal da Igreja e laicizado, está atualmente a ser julgado por estes mesmos crimes em Timor, onde reside.

As autoridades americanas ainda não explicaram se vão pedir a extradição de Daschbach, mas se o fizerem o antigo padre, de 84 anos, poderá passar o resto da sua vida atrás das grades, uma vez que cada uma das acusações acarreta uma pena que pode chegar aos 50 anos de prisão.

O caso de Daschbach, que geria o abrigo Topu Honis, numa zona remota do país lusófono, tem gerado polémica em Timor, onde o americano conta ainda com muitos amigos e aliados, incluindo Xanana Gusmão, que o tem apoiado publicamente.

Daschbach é considerado um herói por muitos timorenses por ter salvo vidas durante a ocupação indonésia e a transição para a democracia e os seus advogados e defensores alegam que é vítima de uma conspiração.

Contudo, a Igreja diz que ele chegou a admitir ter tido relações sexuais com várias menores ao seu cuidado durante os anos em que geriu o abrigo e expulsou-o do sacerdócio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    02 set, 2021 Funchal 13:08
    Dois pecados são muito graves para Deus. Negar Jesus e fazer mal às crianças.

Destaques V+